Na noite do último sábado (09), a Escola de Samba Acadêmicos do Tucuruvi, do grupo especial de São Paulo, abriu as portas de sua quadra social, situada no bairro da Vila Mazzei, na zona norte paulistana, para uma grande festa de lançamento do enredo rumo ao carnaval 2019.

Durante o evento, a agremiação que é Presidida pelo Sr.Jamil Elselam, apresentou a sua comunidade e convidados, de forma oficial os reforços para o time de 2019, entre eles André Oliveira, o coreógrafo da comissão de frente, Leonardo Bessa, interprete oficial pelo canto da agremiação e Dione Leite, o carnavalesco responsável pelo desenvolvimento do enredo que será apresentado durante o próximo carnaval.

A festa teve início com o DJ Pica Pau, seguida pela apresentação do Grupo de Pagode Segunda Sem Lei e da escola de samba coirmã Mancha Verde. Já era madrugada do domingo (10), quando a cantora Grazzi Brasil, que é amiga pessoal do interprete Leonardo Bessa, realizou a presença surpresa para prestigiar o amigo em sua estreia em São Paulo e acabou dando uma palhinha no palco, cantando um samba enredo da sua agremiação Vai-Vai pelo carnaval de São Paulo e da agremiação Paraíso do Tuiuti pelo carnaval carioca, onde se tornou uma das poucas mulheres com a voz feminina cantando na folia de momo.

Durante a festa um grupo de pessoas invadiu a quadra, realizando uma manifestação entre o público presente, onde com faixas e placas, além de batidas de panelas e assovios, estavam brigando por direitos de liberdade e expressões. A encenação fazia parte do início da apresentação do enredo rumo ao carnaval 2019. Após uma encenação da comissão de frente e a exibição de um vídeo no enorme telão de LED que possuía na quadra, o enredo foi desvendado.

Veja Também:  Decotada, princesa de bateria da Peruche cai no samba

“Levaremos para a avenida o enredo ‘Liberdade – O Canto Retumbante de um Povo Heroico’, onde traçamos um paralelo entre a realidade e a fantasia, mostrando através da história do Brasil desde a invasão do Pindorama até os dias de hoje que a resistência é o D.N.A do nosso povo que sobrevive ao opressor do poder”, revelou a assessoria da agremiação.

O enredo que abrange tanto o histórico como o contemporâneo será a ferramenta ideal para que juntos possamos entoar o mais altos dos cantos pela liberdade em nosso país, por nossas causas e lutas… que venha 2019, pois a família do Zaca levantará junto a todos vocês a bandeira pela liberdade!, declara o carnavalesco Dione Leite, responsável pelo desenvolvimento do enredo.

O

Zaca como é conhecido carinhosamente entre os sambistas, desfilará na sexta-feira de carnaval, dia 1º de março, sendo a primeira noite dos desfiles do grupo especial.