Foto: Daniel Pinheiro

Nesta quarta-feira (22) a atriz Juliana Alves foi o assunto no mundo do samba. Durante 6 anos ela defendeu a bateria da Unidos da Tijuca e acabou de perder o reinado para uma ainda rainha desconhecida.

Uma das rainhas mais competentes e que mais veste a camisa da escola, além de ter sido criada no bairro da Tijuca, a atriz usou a sua conta no instagram para fazer um desabafo lindo e cheio de amor pela escola do Borel.

“O que tenho com a Tijuca, é um valor construído ao longo de anos. Por ser tijucana, por ser sambista. Sou comunidade. Isso não têm só a ver com o bairro onde vivemos. Tem a ver com identidade. A minha alegria e meu orgulho viraram trabalho firme ao longo desses 6 carnavais”, disse.

Fernando Horta, presidente da agremiação, alegou problemas financeiros para justificar o afastamento de Juliana, segundo ela mesma escreveu em um trecho da publicação.

“Pres. Fernando Horta, fico com a sua frase: ‘o único motivo é financeiro’”, e deixou claro um desconforto entre os dois “A gente discorda em algumas coisas… mas eu sigo respeitando, te admirando pelo que fez e faz pela nossa escola nos últimos anos”.

Veja Também:  Sabrina Boing Boing vai apresentar reality show na web

Sobre o mestre de bateria Casagrande e os ritmistas da Unidos da Tijuca, a ex-rainha é só amor e gratidão.

“Eita e a falta que nem sei do poderoso som da bateria Pura Cadência! Como a gente se divertia, se emocionava e se curtia. Obrigada pelo apoio fundamental do meu Mestre Casão e cada um dos ritmistas. Sem palavras para agradecer”.

Rainha sim, vestiu a camisa da Unidos da Tijuca desde que assumiu o posto e levou o nome da escola por onde passou! Como tudo no Brasil está sucateado, vamos torcer para que realmente seja um problema financeiro dentro da escola e que o posto não seja vendido para qualquer “Zezinha” ali da esquina!

Compartilhe