Existem no mundo nada mais, nada menos do que 600 espécies diferentes de antúrios. Aqui no Brasil, a mais conhecida é a vermelha, mas existem ainda antúrios com “flores” brancas, rosas, salmão e marrom.

Utilizadas em ocasiões variadas, que podem ser desde a decoração de uma casa até na composição de coroa de flores, Antúrios se destacam por ter um formato único.

Só que essas “flores” na verdade não são flores, mas sim uma parte da planta conhecida como inflorescência. Essa região da planta possui a função de polinizar e atrair insetos.

Quer dizer então que o antúrio não possui flores? Sim, possui. As flores do antúrio são pequenos pontos localizados em torno da espiga (espádice).

De acordo com o proprietário da Coroas de Flores SP, William Hashimoto, o Antúrio é originário das Américas central e do sul. “O antúrio é uma planta de clima tropical, ou seja, aprecia calor e umidade”, explica William.

Como plantar antúrios

Você pode optar por cultivar os seus antúrios a partir de sementes, estaquias ou mudas prontas. Tudo vai depender do tempo que você poderá dar a planta.

Em último caso, a sugestão é ir até a floricultura e comprar a muda de antúrio já pegada e partir direto para o modo de cuidados.

Como cuidar de antúrios

Antúrios plantados? Agora é a hora de saber como cuidar deles direitinho, acompanhe: 

Solo

A primeira preocupação que você deve ter na hora de plantar o antúrio é com o solo.

Prepare um composto rico em matéria orgânica. Geralmente, uma mistura entre terra comum, substrato e fibra de coco.

O antúrio pode ser plantado diretamente no solo de jardins e canteiros, assim como também pode ser plantado em vasos e jardineiras. Contudo, nesses casos, é importante garantir um bom sistema de drenagem, garantindo que todo o excesso de água da rega será eliminado.

Quando as raízes do antúrio começarem a ficar aparentes sobre o vaso é sinal de que está na hora do replantio para um vaso maior. 

Veja Também:  Chaves - Um Tributo Musical tem estreia marcada para agosto em SP

Luz e temperatura

A quantidade certa de luz e a temperatura em que o antúrio ficará exposto também são fatores determinantes para o desenvolvimento adequado da planta.

Por se tratar de uma espécie tropical, o antúrio aprecia calor, mas isso não quer dizer que ele adora ficar no sol, pelo contrário. A planta precisa de sombra e luminosidade indireta, ou seja, muita luz, mas sem exposição direta ao sol.

As temperaturas abaixo dos 20ºC são prejudiciais para os antúrios. Em regiões de clima frio, o mais aconselhável é manter a espécie dentro de casa, protegida dos ventos e do ar frio.

Uma boa dica é posicionar o vaso pertinho da janela. Mas nunca, em hipótese alguma, coloque o antúrio em um ambiente com ar condicionado.

Caso resolva plantar o antúrio ao ar livre, verifique primeiro as condições climáticas do local e se a região do plantio fica exposta ao sol ou não. Na dúvida, você pode plantar o antúrio abaixo de plantas maiores, assim garante a luminosidade ideal para a espécie.

Rega

A rega, assim como a luz, deve ser constante, mas sem exageros. Lembre-se que antúrios apreciam umidade, no entanto, isso não significa que você precisa encharcar o solo.

Faça regas regulares sempre que notar a terra seca. Nos meses de verão, as regas provavelmente serão mais frequentes.

Outra dica é borrifar água nas folhas do antúrio. Faça isso semanalmente e você verá a planta cada vez mais brilhante e viçosa.

Poda

O antúrio não precisa de podas. Faça apenas o corte das folhas que estejam secas, mortas ou amareladas. Assim você evita contaminação nas folhas saudáveis.

Adubação

A cada três meses ofereça um reforço de vitaminas e nutrientes para o antúrio, usando adubos adequados. Você pode optar por adubos orgânicos e naturais ou por aqueles vendidos em lojas de jardinagem, o mais comum e utilizado para antúrios é o NPK 10-10-10.

Compartilhe