Elisa Ponte diz que resolveu abdicar de parâmetros e comparações

A busca incansável para se encaixar em um padrão é vista não apenas em clínicas estéticas e academias, mas também em conversas informais e nas redes sociais. O desejo de ter um corpo sarado pode se tornar uma obsessão. A influencer Elisa Ponte refletiu sobre essa fixação pela imagem, que pode levar mulheres a estabelecerem metas irreais, afetando a saúde física e mental.

“As cobranças que as mulheres tem feito a si mesma para atingir o padrão de beleza imposto pela mídia, tem lhes prejudicado em todos os sentidos, tanto psicológicos, como em seu corpo. Os meios de comunicações tem imposto um estereotipado padrão de beleza feminina, os comerciais, desfiles, novelas, propagandas tem mostrado que para ser aceito na sociedade deve ser magra, vestir manequim 36. O verdadeiro padrão de beleza está na diversidade de se aceitar do jeito que é”, pondera a modelo.

Veja Também:  Decotada, princesa de bateria da Peruche cai no samba

Elisa acredita que não deveria existir um padrão de beleza. “O que é realmente belo vai muito além dos padrões. E em meio a tantos padrões, eu resolvi seguir o meu”.

A influenciadora estimula outras mulheres a julgarem os outros e a si menos.

“Menos julgamento, mais aceitação. Mulheres empoderadas empoderam outras mulheres. Sua força vai inspirar e empoderar outras mulheres. Seja forte, e corajosa”, finaliza.

Se você gosta de dicas de autoestima, beleza e aceitação, não se esqueça de me seguir nas redes sociais:

Instagram:

https://www.instagram.com/_elisa_ponte/

Youtube:

https://www.youtube.com/channel/UCnZfkuQKOlIfijCFdOibcjg/videos?view_as=subscriber

Compartilhe