Radicada em San Francisco, no norte da Califórnia, desde a adolescência, a brasileira Edna Freeman é prova de que sempre é possível virar a página e escrever um roteiro surpreendente. Não à toa, enxergou o anúncio “Procuram-se mulheres grávidas”, publicado por uma agência americana, com outros olhos. E deu certo: foi selecionada entre inúmeras candidatas para o papel principal de uma campanha de uma rede de hospitais e viu sua popularidade decolar, graças à publicidade. “Quando fui para o casting, acharam que eu era asiática. Aí, falei ‘não, latina’. Dias depois, me escolheram. Não tinha ideia de que seria a escolhida. Fiquei pasma e, ao mesmo tempo, alegre, sem acreditar. Foi maravilhoso”, admitiu.

O trabalho foi realizado no Mission Dolores Park, famoso por sediar boas apresentações artísticas, e que foi parcialmente fechado no dia da gravação e da sessão de fotos. Em pouco tempo, lá estava ela estampada em outdoors, ônibus e estações de metrô, entre outros pontos turísticos de SanFran, como a cidade é carinhosamente chamada. “Costumo dizer que essa ação publicitária abriu portas e escancarou janelas. Isso sem contar as amizades que fiz com os atores que interpretaram o meu marido e o meu filho.” Com sucesso arrebatador, Edna vem estrelando campanhas ininterruptas, mas ainda tem a imagem atrelada à Sutter Health. Questionada sobre o valor do cachê, respondeu sorrindo: “Foi melhor do que imaginei, mas isso é segredo”.

Compartilhe