A representante do Piauí no concurso Musa do Brasil, Leya Souza, teve sua carreira como modelo interrompida para um tratamento médico. A modelo de 29 anos procurou ajuda depois de assumir seu vício pelo uso de anabolizantes. Ela aplica os medicamentos – geralmente indicados para tonificar músculos de cavalos – há pelo menos 15 anos.

Leya conta que foi incentivada por amigos da academia e que sentiu o efeito nos músculos já nos primeiros dias de uso. “Eu era bem magrinha. Minhas pernas eram finas e isso era motivo de piadinhas. Decidi fazer o primeiro ciclo de bomba e de uma hora pra outra ganhei massa e minhas pernas cresceram. Todo meu corpo hoje é resultado de anabolizante”, revela.

A modelo demorou para assumir que o uso dessas substância tinha se tornado um vício. Ela escondia da família e dos amigos, até que sofreu um mal súbito e foi parar no hospital. “Eu me enganava muito, não queria assumir o erro e dizer que era dependente de anabolizante. Quando sai do hospital percebi que era a hora de mudar, de procurar ajuda e me livrar desse mal”.

Veja Também:  Mari Gonzalez chama a atenção por cinturinha fina

Consciente dos efeitos dos medicamentos no seu organismo, hoje Leya recebe acompanhamento psicológico para deixar o vício. Também foi submetida a uma série de exames para detectar as consequências do uso prolongado das bombas. “Estou confiante na minha recuperação. Decidi tornar o caso público para alertar outras modelos”.