No ar por mais de uma década, o seriado “A Grande Família” (Globo) marcou uma geração. De volta à grade da emissora em formato especial, homenageando um personagem por semana, o programa ainda mostra-se atual e divertido. De olho nesse retorno, a atriz Guta Stresser, que eternizou a “Bebel” ao lado de Agostinho Carrara, vivido pelo ator Pedro Cardoso, contou que não se incomoda em ser lembrada por seu papel no humorístico.

“A Bebel é maravilhosa. Não me incomoda ser chamada de Bebel até hoje. O grande público sempre vai lembrar de mim assim. Na rua, as pessoas sempre falam: oi Bebel, que saudade do programa. Tenho muito carinho pela personagem”, revelou em entrevista à Jovem Pan. “Não consigo dizer que não quero ser lembrada por isso. A Bebel mudou minha vida, abriu portas. Minha vida antes e depois da Bebel mudou”, completou.

Veja Também:  Que dupla! Carol Dias e Mendigata causam em São Paulo

No elenco do filme “Ninguém entra, ninguém sai”, Guta agora foca sua carreira no cinema. Baseado em uma crônica de Luís Fernando Veríssimo, o longa mostra o que acontece quando um motel é cercado por policiais e os casais são proibidos de saírem do local. Guta interpreta a faxineira do tal motel. “Ser atriz é isso, viver várias personagens. Aos poucos esse vínculo da Bebel vai se perdendo, é algo natural”.

Foto: Divulgação / TV Globo