A defesa de Milton Severiano, o ‘Miltinho da Van’, que assassinou a modelo e dançarina Amanda Bueno, entrou com um pedido de segredo de justiça em seu processo. Na tarde de uma quinta-feira, dia 16 de abril de 2015, Amanda foi assassinada pelo noivo, Milton, dentro da casa em que viviam juntos em Nova Iguaçu (RJ).

Após o jornal Extra revelar pedido de advogados de Miltinho para que ele fosse transferido para um hospital penitenciário, alegando problemas psiquiátricos, veio então mais uma supresa. A defesa entrou com o pedido de segredo de justiça, que foi negado pela brilhantíssima júiza, Dra. Ana Paula Abreu Filgueiras, da Vara de Execuções Penais. Já o pedido de transferência para o hospital penitenciário segue em análise.

Miltinho da Van foi condenado em outubro de 2016 a 40 anos, 10 meses e 20 dias de prisão, ele cumpre pena na penitenciária Milton Dias Pereira, em Japeri, na Baixada Fluminense.

Este espaço aqui é meu, nele eu tenho liberdade para falar sobre o que eu quiser e como bem quiser. Então, obrigado, Dra. Ana Paula Abreu Filgueiras! Obrigado aos colegas do jornal Extra pelas informações e o serviço bem prestado! Não é vingança, é justiça! Nada do que tem sido feito ameniza a dor, nenhum pedido negado diminui a saudade, mas nos enche de esperança. Segredo de justiça? Um crime banal, covarde e de comoção nacional, rolar por baixo dos panos sem que a sociedade tenha conhecimento da atual situação do processo? E a nossa dor que foi exposta de maneira tão violenta, como fica? Quem cuida, quem cura? Quando passará? Quem se preocupa, quem quer saber? Estamos longe, mas estamos de olho em cada passo, avanço ou retrocesso.

Veja Também:  Musa do Paraná revela investimentos com o shape: "R$ 100 mil"

Antes que eu me esqueça: #NãoAoFeminicídio