Única negra concorrendo ao título de Musa do Brasil 2017, Kell Rosan passa a manhã do dia 20 de novembro fotografando para uma marca de lingerie. A modelo será estrela da marca e, está feliz da vida com tudo o que tem conquistado, além de ser a única negra no concurso, a gata está disputando o primeiro lugar com a ex-bailarina do Faustão, Vanessa Perez.

“É muito mais que um dia apenas para consciência. O dia 20 de novembro é mais que consciência, é resistência, é o dia que marca o quanto somos resistentes, o quanto tantos outros resistiram e morreram resistindo por nós. Eu não quero ser tratada de forma diferente, especial, não. Eu sou eu, igual e com defeitos como qualquer outro ser humano, independente de raça, credo ou sexo. Ser a única negra concorrendo ao título de Musa do Brasil 2017 me trouxe mais vontade, mais orgulho” contou a beldade, representante do estado de Rondônia.

Modelo e empresária, Kell é bem politizada e levanta bandeira pelos direitos não só dos negros, como também dos homossexuais, e toda a minoria injustiçada e marginalizada no nosso país.

Veja Também:  Musa de Pernambuco já fez faxina para pagar as contas

“Ser negro no nosso país é já colocar os pés no mundo encarando olhares altivos e sorriso de canto de boca. Agora, ser negro e gay, por aqui é um problema ainda maior, a sociedade não perdoa mesmo. Até quando? Até quando tentarão nos obrigar a vestir aquilo que não somos, que não queremos ser? O negro é marginalizado de todas as formas, seja apenas por ser negro, por ser gay, por cultuar as artes africanas, por ser macumbeiro, pobre, ou apenas por entrar dentro de um ônibus sem camisa” lamentou a única negra concorrendo ao título de Musa do Brasil 2017.