Ana Paula Xavier, que ostenta a faixa de Miss Bumbum Amapá, completou 30 anos nesta semana e para celebrar a data posou com o filho Ryann, de 14 anos, no Parque do Ibirapuera em São Paulo. Com looks alternativos e bem descolados, os dois trocaram carinhos e falaram da relação de amor. Ana Paula ainda confessou que apesar da idade pretende ter mais um filho.

“Hoje sou uma mulher completa. Consegui o meu lugar ao sol depois do Miss Bumbum e tenho uma família que me apoia em tudo. Penso em ter mais um filho, uma companhia para o Ryann. Só não fui tão feliz assim com meus relacionamentos amorosos”, lembra. “Um ex-marido me agredia. Ele era alcoólatra. Também namorei outra Miss Bumbum [Thaynara Ferreira], que acabou me traindo”.

Ana Paula, inclusive, nem gosta de relembrar esses casos. As histórias ficaram marcadas na memória dela e do filho, que sempre acompanha os passos da mãe. “É meu amor maior”, revela Ryann. “Eu sempre incentivei minha mãe a participar de concursos de beleza. Ela é a mulher mais linda que conheço. E nem ligo para as cantadas dos meus amigos. Sobre ter um irmão? Acho que iria curtir”.

Agora, longe das polêmicas dos relacionamentos conturbados, Ana Paula investe em outra veia artística. Ela está cursando teatro na Escola de Atores Wolf Maya e pretende se formar até o fim do ano. “Descobri que o teatro é minha paixão. Gosto de modelar, mas amo estar no palco atuando. É melhor que orgasmo”, compara aos risos.

Veja Também:  Viviane Araújo vai decotada ao ensaio do Salgueiro

A beldade também faz planos para o carnaval. Há dois anos ela desfila como musa da Acadêmicos do Tucuruvi na folia paulistana. De olho no posto de rainha, ocupado por Aline Riscado, Ana Paula sonha em sair à frente da bateria. “Está na hora, né? Vou dar o meu sangue pela escola e mostrar que mereço. Acho que estou com tudo em cima mesmo com 30 anos, né?”, pergunta.

Para manter o corpão depois de três décadas, Ana Paula pega pesado na academia. Ela treina todos os dias, inclusive nos finais de semana, e não desgruda das marmitas nem nas horas mais impróprias. “Levo minha comida até quando vou no cinema”, conta. “Também não faço o dia do lixo há mais de um ano. Tem que cuidar porque a idade chegou”, brinca.