Divulgação
Além de musa fitness, Gabi Bayerlein é também uma dançarina de mão cheia. De olho em turnê fora do Brasil, a gata está aprimorando os conhecimentos de zumba para “quebrar” tudo lá fora. Gabi tem seu público fiel lá fora e é sempre bem recebida por onde passa. Com toda essa visibilidade, a modelo falou sobre o quanto sente a desvalorização de alguns profissionais no nosso país. Segundo ela, muitos conquistam o reconhecimento apenas quando saem do país.
“Eu amo dançar, amo o que faço. A zumba entrou na minha vida para somar e, claro, faz parte do meu trabalho hoje, além me dar prazer. É uma pena que eu tenha que levar a minha arte para fora do Brasil, sempre, pois no meu país acabo não tendo o reconhecimento justo e merecido, mas isso não é um problema só meu, muitos profissionais precisam sair do país para ‘crescer’ em conhecimento e ter seu trabalho respeitado”, desabafou a modelo.
Paralelamente, a beldade revelou ainda o desejo de voltar à Marquês de Sapucaí do Rio de Janeiro para o Carnaval, e contou que já foi procurada por algumas escolas de samba, mas ainda não acertou com nenhuma. Gabi Bayerlein já foi musa de agremiação e também já ocupou posto de rainha de bateria.
“Sou apaixonada por carnaval, por samba. Sinto saudade do Carnaval, mas quando você tem um posto de destaque como musa ou rainha, é necessário ter um comprometimento com a escola, com a comunidade. Não sou daquelas que chegam apenas no dia do desfile e querem brilhar mais que a escola, mais que os componentes que passam o ano todo se dedicando nos ensaios”, disparou a musa fitness.
Veja Também:  Francieli Terres é a nova madrinha de bateria da Peruche
Compartilhe