O funkeiro Nego do Borel virou notícia com o novo clipe, não que a música seja incrivel ou o clipe uma maravilha. Visando talvez uma abertura no “mercado gay”, diferentemente de Jojo Todinho, o tiro do Nego não acertou.

Dividindo opiniões e com os mais variados discursos das mais variadas classes e estilos musicais, a música “Me Solta” é o assunto desta terça-feira (10). Produtora queridinha dos funkeiros, o clipe foi produzido pela Kondzilla.

Na comunidade, um gay caricato e todo esteriotipado, interpretado pelo próprio cantor, sai andando pelas ruas da favela dando todas as pintas possiveis e não imagináveis, enquanto é seguida por um grupo de pessoas alegres e dançantes no que seria o “Baile da Gaiola”. Para quem não conhece, o famoso baile acontece na comunidade da Vila Cruzeiro, no Rio de Janeiro.

Durante o vídeo Nego do Borel tasca um beijo na boca do modelo Jonathan Doba que, claro, defende o clipe e a ideia do beijo. Será que ele conhece a realidade dos gays dentro das favelas? Será que ele sabe o que é ser negro e gay dentro de uma comunidade? E o Nego, ele só pode ter esquecido que nasceu e cresceu dentro de uma.

Veja Também:  Gata da web, Mi Babie estrela ensaio sexy: “massageada no ego”

Esteriotipar o outro para ganhar visualizações e encher o bolso de dinheiro, Nego? Essa doença do “Comércio Gay” precisa acabar. Ou paramos de gastar o nosso dinheiro e levantar a bandeira de qualquer pessoa que diz querer vestir a nossa camisa, ou seguiremos criando monstros. Entenda que nós não precisamos de representatividade de quem não vive a nossa realidade e não sente as nossas dores. Essa necessidade de vender e comprar um produto gay ou simpatizante não pode mais passar. Estão nos ridicularizando e vocês estão achando tudo lindo. Vamos acordar, manas?!

Foto: Reprodução/Instagram

Compartilhe