Nego Ney. Foto: Divulgação
Nego Ney. Foto: Divulgação

A noite da última quarta-feira, 17, não foi muito boa para os flamenguistas com a eliminação da Copa do Brasil nos pênaltis para o Athético Paranaense, mas o torcedor mirim Nego Ney, não perdeu a simpatia e o bom humor no camarote da empresa Tratuss, que cuida do gerenciamento de carreira de atletas, entre eles Thiago Galhardo, do Ceará.

O garoto, que ficou famoso nas redes sociais com danças e músicas peculiares, foi extremamente tietado e posou ao lado do empresário Ederson Soares, mais conhecido como Ed Cred, dono da Tratuss e da empresa de franquias de empréstimo consignado, a Brafin.

Ederson é um exemplo de superação e força de vontade. Ele já foi empacotador de supermercado, promoter, pintor, vendedor de sacolé, garçom, operador de telemarketing, entre outras funções, fazendo o que foi preciso para sobreviver, mas nunca deixou de sonhar alto e trabalhar para realizar seus sonhos. Hoje, o jovem carioca, de 29 anos, deixou de ser Ederson Soares, um menino sonhador de Duque de Caxias, baixada fluminense do Rio de Janeiro, para virar o empresário Ed Cred, um dos grandes nomes do ramo do Crédito Consignado e que através de sua história e diálogo sincero, tem inspirado muitas pessoas nas redes sociais e já acumula quase 50 mil seguidores.

Veja Também:  Sabrina Sato homenageia a filha Zoe em ensaio técnico no RJ

“Eu sou um cara normal que tomou boas decisões. Sempre fui inquieto, não aceito derrotas. Eu sempre tive um instinto diferente, me sentia diferente entre meus amigos, pois sempre fui muito criativo. Eu só não sabia que poderia levar isso ao empreendedorismo. Quando passei a ler livros específicos sobre o assunto, as coisas foram se encaixando na minha cabeça, passei a entender como as pessoas fazem dinheiro. Meus métodos de vendas foram baseados em estudos e testes práticos”, conta Ed, fundador e CEO das empresas Brafin, especializada em créditos consignados, e Tratuss, empresa de gerenciamento de carreira de atletas.

 

Compartilhe