Intérprete da personagem Flora em Malhação-Vidas Brasileiras, Jeniffer Oliveira usou a sua conta no instagram para denunciar o ex-namorado Douglas Sampaio por agressão. A atriz abriu o coração e deu detalhes da relação com o também ator.

    Foto: Reprodução/Instagram/Vinicius Mochikzuki

“Comecei a namorar há um mês atrás. Tudo foi muito legal no começo, eu me senito acolhida, me senti amada e, em pouco tempo, comecei a morar com ele praticamente. Ficava direto na casa dele ou ele na minha. Saíamos muito. Conheci todos os seus amigos  e eu não tinha do que reclamar. Em seguida começamos a passar por coisas não tão legais assim”, disse.

Jeniffer deunciou as agressões do rapaz que, segundo ela aconteceram na noite no dia 22 para o dia 23 de junho, último fim de semana. Com um texto escrito pela própria atriz, ela descreve os conflitos da personalidade de Douglas, que eu vou chamar de Morde e Assopra, ok?!

“Fui me decepcionando e mentindo para mim mesma. Por que continuei? Porque ele tinha a maneira certa de me fazer mudar de ideia, de me convencer. Ele era fofo logo após me xingar. Ele sabia como me manipular e eu queria acolher aquela pessoa, já que achava que era acolhida. E assim foi até chegar ao ponto dessas fotos. Uma discussão boba  desencadeou isso aí que vocês estão vendo. As fotos são do dia 22 para o dia 23 de junho”, contou ela.

Veja Também:  Índio desnudo chama atenção em manifestação em SP

                       

  Foto: Reprodução/Instagram

Dando detalhes das agressões que sofria antes mesmo da física, ela espera que outras mulheres denunciem seus companheiros e incentivou.

“Eu fui agredida e demorei para entender o que estava acontecendo. Eu não ia denunciar, eu não ia contar para ninguém. Eu me senti culpada! Infelizmente muita gente passa por isso, por agressões até piores do que essas e que não dão em nada. Eu resolvi lutar pelos meus direitos, eu resolvi me expor e resolvi me abrir aqui para vocês. Acredito que devemos fazer a nossa parte, e a minha parte com tudo isso é mostrar que devemos lutar, sim!”, incentivou

 

 

 

Compartilhe