Dieta low carb: aliada ao emagrecimento

117
Foto: divulgação

Por Dr. Rodrigo Mauro, médico nutrólogo 

A dieta low carb é um estilo de alimentação onde se diminui a ingestão de alimentos ricos em carboidratos, como pão, macarrão e tapioca, e se aumenta o consumo de proteínas, como ovos, carne, peixe e frango, e gorduras de boa qualidade provenientes do azeite, nozes e abacate, por exemplo. O que faz esta dieta ser uma opção saudável para emagrecer é a introdução de mais vegetais pobres em carboidratos e ricos em fibras, como chuchu, espinafre ou abobrinha, e o aumento da quantidade de alimentos ricos em proteína como peixe, ovos ou carnes magras, e  gorduras boas, que contribuem para a redução do apetite.

Além disso, na dieta low carb a ingestão regular de frutas, vegetais e castanhas, que são ricos em antioxidantes, vitaminas e minerais, ajudam a diminuir os níveis de colesterol, triglicérides e açúcar no sangue, prevenindo doenças como infarto, diabetes e obesidade. Na dieta low carb os alimentos industrializados e ricos em gorduras ruins, como bacon, batata frita, sorvetes e biscoitos, e as bebidas alcoólicas devem ser evitados, pois estes tipos de alimentos causam o ganho de peso e contribuírem para o surgimento de doenças como câncer, esteatose hepática e obesidade.

 

  A dieta low carb pode trazer vários benefícios para a saúde, como:

– Controlar a fome, pois o aumento no consumo de proteínas, fibras e gorduras promove a saciedade por mais tempo

– Diminuir os níveis de colesterol e triglicerídeos no sangue, assim como aumentar o colesterol bom HDL, reduzindo o risco de doenças cardiovasculares

– Ajudar no controle da diabetes, pois regula o nível de açúcar no sangue

– Melhorar o funcionamento do intestino, por ser uma dieta rica em fibras

– Favorecer a perda de peso, devido à redução de calorias totais e aumento da quantidade de fibras da dieta

Veja Também:  Ex-Spice Girls, Mel C, vai participar do Música Boa Ao Vivo

– Combater a retenção de líquidos, pois é uma dieta rica em água, e minerais como potássio e magnésio, que aumentam a produção de urina, eliminando o excesso de líquidos acumulados no corpo.

As quantidades de carboidratos incluídas no cardápio podem variar de acordo com a idade, sexo, nível de atividade física e histórico de doenças. Por isso, o ideal é ter o acompanhamento do seu nutrólogo e nutricionista para uma avaliação completa e um plano nutricional adequado às necessidades de cada pessoa. Para fazer a dieta low carb, deve-se retirar especialmente os carboidratos simples da alimentação, como açúcar, farinha de trigo branca, refrigerantes e doces.

Dependendo da quantidade de carboidratos da dieta, também pode ser necessário restringir a ingestão de alguns carboidratos complexos, como pão, aveia, arroz ou macarrão, por exemplo.Uma vez que o organismo está habituado a grande quantidade de carboidratos, a dieta low carb deve ser feita de forma gradativa, para que o organismo se acostume e não se tenha sintomas como dor de cabeça, tontura ou alterações no humor. Durante a dieta low carb, é importante fazer 3 refeições principais e 2 lanches, para que se coma com maior frequência, mas em pequenas porções ao longo do dia, o que ajuda a  diminuir a sensação de fome.

O café da manhã e os lanches devem incluir ovos, queijos, castanhas, abacate e coco, por exemplo. Já o almoço e o jantar, devem ser ricos em salada, proteína e azeite, podendo ter apenas um pouco de carboidratos. Para uma alimentação saudável, procure o seu médico nutrólogo para melhores resultados. E não esquece que a prática de atividades físicas é fundamental para uma vida longa e saudável.