A modelo e empresária Vanessa Alcântara, acusada de agredir uma escrivã de polícia em Valinhos, no interior de São Paulo, teve seu habeas corpus concedido na última sexta-feira (5). Ela deixou a Penitenciária de Mogi Guaçu nesta segunda-feira (8) acompanhada do seu advogado e do assessor de imprensa.

A decisão tomada pelo relator Moreira da Silva, da 13ª Câmara de Direito Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP), revogou a prisão da modelo, que ganhou destaque ao desfilar como musa no carnaval paulista.

Aliviada, mas ainda em choque, Vanessa falou do fim dos quatro meses de detenção. “Foi como respirar novamente, sinto falta das coisas comuns como encontrar com meus amigos e familiares, hoje mesmo irei rever meu pai. Não quero mais pensar nos momentos ruins que passei, tudo agora parece ter sido um pesadelo. A sensação é de renascimento”, contou emocionada.

Veja Também:  Palhaços Patati Patatá se unem à ONU para combater a fome no Brasil e no mundo

A modelo contou que um dos momentos mais difíceis foi ter que encarar celas minúsculas repletas de baratas, aranhas e outros insetos. “Foi aterrorizante! Além disso foi muito difícil tomar banho gelado em pleno inverno. O corpo doía muito. Chegava a ter febre”.

Detida em abril, Vanessa Alcântara foi condenada recentemente em primeira instância a quatro anos de reclusão em regime semiaberto. De acordo com a decisão, ela não teria o direito de recorrer em liberdade. Agora, com a decisão do TJSP, a modelo voltará às suas atividades, se comprometendo a participar de todas as audiências do caso.

Foto: Reprodução / Instagram
Foto: Reprodução / Instagram
Compartilhe

Warning: A non-numeric value encountered in /home/portalmaismidia/www/wp-content/themes/Newspaper_old/includes/wp_booster/td_block.php on line 1009