Jéssica Lopes, que também é conhecida como a Peladona de Congonhas, tem um histórico extenso com a avenida do samba. A loira já desfilou como musa da Grande Rio, no Carnaval do Rio de Janeiro, além de defender a Império de Casa Verde e a Nenê de Vila Matilde, em São Paulo.

Atenta às propostas oferecidas pelas escolas de samba e criticou a venda de cargos para ser musa do Carnaval, conforme vem recebendo os valores de alguns carnavalescos. “Já foi o tempo em que as musas eram realmente convidadas a desfilar com eles pela paixão pelas escolas. Hoje é tudo preço”.

Veja Também:  Música Brasileira mostra força no exterior através do The Akademia Music Awards em Los Angeles

Jéssica só parou de desfilar quando precisou ser internada para tratamento contra um câncer de colo de útero, em 2016. Atualmente, durante a sua passagem pelo Brasil após anos morando na Europa, ela revela sua vontade de voltar para as pistas, mas sem fazer parte do mercado das escolas de samba. “Já é um mercado prostituído. Todas pagam”.

Foto: Eduardo Biermann
Foto: Eduardo Biermann
Foto: Raul Zito
Foto: Raul Zito
Compartilhe