Elisa Ponte, que gastou 200 mil reais para decorar o apartamento nos tons de rosa, conta por que escolheu a cor para representar sua vida

Superar uma grande decepção não é fácil, duas ao mesmo tempo, então, pode trazer longos momentos de dor. Mas não foi isso que aconteceu com Elisa Ponte. Casada por uma década, ela descobriu que o marido a traía com a irmã dela. Mas a modelo comercial não se abateu e até perdoou o, agora, casal.

“Fui traída duplamente. Meu ex-marido se apaixonou pela minha melhor amiga, que por coincidência era minha única irmã de sangue. Hoje estão casados. Através da minha capacidade de gerenciar emoções e conhecimento sobre inteligência emocional, perdoei os dois e hoje somos amigas”, conta a digital influencer que completa:

“Nada é mais forte do que uma mulher que se reconstruiu”.

Graduada em Análise de Sistema, master Coach em Inteligência Emocional e especialista em Empoderamento Feminino, Elisa usou o conhecimento e sua experiência dolorosa para desenvolver um estudo sobre como superar uma traição resgatando sua autoconfiança.

“Esse estudo sobre superação foi baseado em minha história de vida, utilizando técnicas de coaching e Pnl avançado”, finaliza.

Ela escolheu uma cor que representasse esta nova fase de sua vida, o rosa. A digital influencer também decorou todo o seu apartamento nos tons de rosa, tendo como inspiração uma casa de boneca.

A modelo conta que durante a infância, sempre sonhou em ter uma casa de boneca, mas não tinha condições financeiras

“Quando eu era criança sempre sonhei em ter uma casa de boneca, mas pelas condições simples que vivíamos era impossível . Hoje, já adulta, Deus me presenteou com um cantinho bem aconchegante , rosa e mais lindo do que poderia imaginar. Gratidão me define, pois sempre sonhei em ter uma casa de boneca. Não existe idade para realizar nossos sonhos”, acredita a Master Coach.

Veja Também:  Ana Maria Macedo confere projetos sociais do Grêmio Osasco - Audax

Para a decoração, ela gastou cerca de 200 mil reais.

“Comprei em diversos lugares dos Estados Unidos e do Brasil. Até meus cotonetes são da cor rosa”, conta.

Elisa explica o porquê de ter escolhido a cor rosa para representar sua vida.

“As respostas são muitas, e vão desde as mais simples, como “porque eu gosto”, até as mais complexas, como o significado em si da cor, que se liga à feminilidade, à alegria e ao bem-estar; porque é uma cor alegre e de cuja alegria nada no mundo, nem mesmo as cores mais fortes, podem roubar a leveza. Ninguém associa a cor rosa a sentimentos negativos, e mesmo as pessoas menos positivas, ou que estejam passando por grandes dificuldades em suas vidas, tendem a experimentar um caloroso sentimento de pertencimento ao estarem rodeadas pela cor da alegria; porque espelho no mundo em minha volta a esperança que move meu espírito, a esperança em um mundo cor-de-rosa, em que as pessoas possam se amar sem julgamento, em que elas possam ser as pessoas que elas são, sem censuras, barreiras ou medo”, afirma.

Seu primeiro livro, As Chaves da Felicidade, será lançado em outubro pela Trilha Educacional. É claro que a capa é rosa. Na publicação, o leitor vai conhecer a fundo o mundo de Elisa.

creditos Alex Pasquali – vhassessoria

Compartilhe

Warning: A non-numeric value encountered in /home/portalmaismidia/www/wp-content/themes/Newspaper_old/includes/wp_booster/td_block.php on line 1009