Darren Aronofsky passou pelo Brasil para promover seu mais novo trabalho, o filme Mãe!, que traz Jennifer Lawrence e Javier Barden como protagonistas.

Em uma trama chocante, intensa e forte, o diretor, que também  dirigiu Cisne Negro e Réquiem Para um Sonho, tem como uma de suas marcas impactar o espectador e cumpriu, mais uma vez, essa característica.

Diante da imprensa brasileira, Darren contou como é seu processo de criação.

“Acho que o excitante do cinema é quando é pessoal. Sempre me coloquei nos meus filmes. Eu era a bailarina em Cisne Negro, eu era aquele cara em Réquiem. Sempre é uma parte sua que você estende para poder construir o personagem. Só assim eu sei contar uma história”, afirmou ele.

Apesar de algumas reações polêmicas, já que muitos criticaram o filme e outros amaram, Aronofsky afirmou que sabia que seria um filme difícil de ser vendido, mas que recebeu total apoio.

“A forma que faço meus filmes é muito difícil de mudar. Em Mãe! todos me deram total apoio e me deixaram fazer o que eu bem entendesse. A gente sempre quer que o público assista, claro, mas sabíamos que seria um filme mais agressivo. Alguns vão gostar, outros vão “lutar contra”, mas meu estilo pessoal tende a ir para esse lado mais agressivo mesmo”, disse.

Sobre seu trabalho com Jennifer Lawrence, sua atual namorada e grande estrela do filme, o diretor contou que ela logo se identificou com o papel.

Veja Também:  Taron Egerton e Jamie Foxx aparecem em novas fotos de ‘Robin Hood’

“Ela respondeu ao material imediatamente. Era algo muito diferente para ela interpretar, mas também muito importante pelo o que representa”, contou.

Darren também comentou sobre o fato de Mãe! estar sendo vendido como um thriller/terrou , coisa que ele não é, e afirmou que tentou ajudar nessa parte de divulgação.

“Eu tentei ajudar nessa parte de venda, sei que é difícil de vendê-lo, pois não é um terror e nem um thriller, mas vai f**** a sua mente. A parte boa e ruim, é que tem Jennifer, Javier e Michelle Pfeiffer no elenco, então as pessoas acreditam que seham algo mais “normal” (risos). Porém, é uma montanha russa muito intensa e é assim que ele tem que ser vendido”, afirmou.

Sobre a mensagem do filme, Aronofsky concordou que se trata de esperança.

“Eu sou muito otimista, acho que a paixão por trás do filme foi realmente a esperança. Olhando para os lugares mais escuros, é onde encontramos a luz”, disse.

Mãe! estreia nessa quinta-feira,  21, em todos os cinemas do Brasil.

Trailer:

Foto: Maurício Santana