As modelos Hellen Cristyan e Ioná Galvão, representantes do Maranhão e de Sergipe no Miss Bumbum Brasil 2017, respectivamente, tiraram a manhã desta quarta-feira (7), para cuidar dos seus famosos derrières. Em visita ao Espaço Luxxus, em São Paulo, elas aderiram ao protocolo “bumbum na nuca” e fizeram três procedimentos: pump, corrente russa e radiofrequência.

“Não basta ter o maior bumbum, tem que cuidar bem dele. O meu é grande e durinho, me garanto. A competição está acirrada e estou focada, quero subir na passarela impecável”, compara a modelo que ostenta 103 cm de derrière. “É claro que levo uma vida saudável pra manter o corpo, mas nada como os procedimentos estéticos. São milagrosos e não vivo sem”, completa Ioná que tem 101 cm de bumbum.

Hellen é uma veterana em concursos. Ela já participou do Musa das Torcidas do Brasileirão e fez bonito ao se classificar para a final. Além disso, a Miss Bumbum sempre trabalhou como modelo comercial e promotora de eventos. “Minha experiência no artístico me deixa confiante e segura para faturar o título de bumbum mais bonito do Brasil”, conta.

Veja Também:  Adriane Galisteu leva o filho Vittorio ao Teleton em SP

Por outro lado, Ioná é iniciante nesse segmento artístico. Cursando Ciências Contábeis na Universidade Federal de Salvador, o Miss Bumbum é seu primeiro concurso de beleza. “O convite chegou em boa hora porque sempre sonhei em ser modelo, em levar isso como profissão mesmo. Além do mais, o bumbum é uma referência nacional”, garante.